NOTICIAS

Exército americano substitui Beretta M9 após 30 anos de serviços.

O Exército dos EUA, na quinta-feira, concedeu a Sig Sauer um contrato no valor de US $ 580 milhões para fazer a próxima pistola de serviço baseada na pistola P320 da empresa.

Sig Sauer venceu a Glock Inc., a FN America e a Beretta USA, a fabricante da atual pistola de serviço M9 9mm, na competição pelo programa Modular Handgun System, ou MHS.

As notícias vieram de surpresa durante o maior evento da indústria de armas de fogo – o SHOT Show – o Exército dos EUA anunciou que a SIG Sauer será o próximo fornecedor de pistolas para os militares Americanos.

“Estamos ambos orgulhosos que a P320 foi selecionado pelo Exército dos EUA como sua arma de serviço”,disse  Ron Cohen, diretor executivo da Sig Sauer, em um comunicado durante a feira. “Garantir este contrato é um testemunho para os funcionários da Sig Sauer, seu compromisso com a inovação, qualidade e fabricação das armas de fogo mais confiáveis ​​do mundo”, acrescentou Cohen.’’

Em suas declarações, os oficiais do Exército e da Sig não especificaram qual calibre a nova pistola Sig Sauer será.  A Sig lembra que o produto modelo P320 é totalmente “modular” e “adaptável”, com alças intercambiáveis, vários tamanhos e calibres que podem ser convertidos entre 9mm, .357SIG e .40SGW. “Dos calibres, ao tamanho da pistola, a empunhadura  mais adequada para o atirador, a P320 é a pistola mais adaptável disponível hoje”, diz a empresa em materiais promocionais.

O Exército, em dezembro, selecionou  dois finalistas para a competição: Sig e Glock, que havia apresentado seus modelos Glock 17 e Glock 19 para consideração. Dado o tamanho do contrato. Brandie Collins, gerente de comunicações da Glock, disse que não foi informada sobre o contrato, mas felicitou os vencedores.

Ainda Não se sabe se o motivo pelo qual a Sig levou o contrato milionário, que leva a aposentadoria uma das armas curtas mais famosa do mundo, depois da eterna 1911.

 A fabricante Beretta lutou duramente para permanecer como fornecedora da pistola do exército. Em dezembro de 2014, a Beretta USA submeteu sua M9A3  a um processo de modernização, como uma possível alternativa ao programa do Sistema de Armas Modulares do Exército. Mas o exército rejeitou o M9A3 melhorado. A empresa no entanto, mesmo sem ter finalizado o projeto, entrou para a competição com seu novo modelo o ‘’APX’’.

Beretta APX 

Kristina DeMilt, relações públicas da FN, disse que os funcionários presentes na shot show,  não tinham sido informados do prêmio e não estavam imediatamente preparados para comentar.

“Ao maximizar a concorrência plena e aberta com todos os nossos parceiros da indústria, otimizamos os avanços do setor privado em armas, munições e carregadores, e o resultado final garantirá um sistema de armas decididamente superior para nossos combatentes”, disse Steffanie Easter, executivo do Exército em comunicado a imprensa.

(analise Rearme)

Notem bem a declaração do Exército Americano, que INCENTIVA a livre concorrência para que assim possam sempre fazer suas escolhas baseando-se sempre no que há de melhor. Linha de pensamento muito diferente e, sem dúvida nenhuma, superior à do nosso exército, que faz restrições, tanto a livre concorrência, quanto a tentativa de inventar algo que possa ser utilizado na defesa, individual ou do País.”

 

 

Fonte :Military.com

Sobre o autor

admin